Seja Bem-Vindo ao meu site. É direcionado ao Radioamadorismo,e Mensagens de otimismo. Espero que vocês gostem. Para que possamos aprimorar mais ainda nosso site, deixe um comentario no final de cada postagem , lá embaixo: ⇩ . Obrigado...Edivaldo PY4BO
Clique aqui: Para ouvir a radio Teófilo Otoni AM

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

CÓDIGO DO RADIOAMADOR - etica



CÓDIGO DO RADIOAMADOR:
PRIMEIRO: O radioamador é atencioso e ponderado... Conscientemente ele jamais usará sua estação para prejudicar a atividade dos demais colegas ou de alguma forma que possa diminuir-lhes a satisfação em operar.
SEGUNDO: O radioamador é leal... Ele oferecerá sua lealdade, encorajamento e apoio a seus companheiros, ao seu rádio clube local e à sua Liga Nacional, através da qual o radioamadorismo é representado.
TERCEIRO: O radioamador é progressista... Ele manterá sua estação no nível do conhecimento científico, conservando-a bem instalada e eficiente. Sua prática operacional deverá ficar acima de qualquer censura.
QUARTO: O radioamador é amistoso... Transmitir lenta e pacientemente, quando solicitado; aconselhar amigavelmente e orientar o principiante; prestar gentil assistência e colaboração; considerar e cooperar com o interesse alheio - estas são as marcas do espírito radioamadorístico.
QUINTO: O radioamador é equilibrado... O rádio é seu hobby. Ele nunca permitirá que o seu passatempo interfira em quaisquer de seus deveres e obrigações domésticas, profissionais, escolares ou que tenha para com a sua
SEXTO: O radioamador é patriótico... A sua estação e o seu conhecimento estarão sempre disponíveis e a serviço do seu país e de sua comunidade.
ÉTICA OPERACIONAL
1.Antes de fazer um CQ, certifique-se que a QRG esta desocupada.
2.Quando você contestar um CQ, sintonize seu equipamento "bit zero" na QRG do colega, a fim de facilitar sua recepção. A única exceção a essa regra ocorre no caso de operação "split", previamente anunciada. Além disso, tenha em mente que nossas faixas cada vez mais estão se tornando pequenas diante do crescente número de amadores.
3.O coordenador da Rede ou Rodada é o responsável pelo fato de ser a mesma conduzida de maneira ordenada e cortês e que não perturbe outros comunicados.
4.Nenhuma rede ou operador individual tem o direito exclusivo a uma frequência específica, a menos que esteja conduzindo tráfego de emergência. O uso pertence àquele que a está ocupando no momento.
5.Não interrompa no meio de uma conversação, se você pretende fazer uma chamada a outra estação ou pretende juntar-se ao grupo, ou rodada. Espere, ao menos, até que o câmbio da estação que está com a palavra termine e, só então anuncie seu indicativo de chamada depois que a estação que estiver transmitindo desligar o PTT ou VOX. O uso do "break" só é permitido em casos de comprovada emergência.
6.Identificar uma estação com "BOA TARDE", "BOM DIA", "ESTOU CHEGANDO AÍ?", etc., não são formas aceitáveis de identificação. Sempre provocam um retorno inútil de câmbio, que poderia ser evitado, por exemplo: "BOM DIA DE QUEM?", "QUEM CHAMOU?" e, por aí afora.7.Você não precisa identificar-se a cada passagem de câmbio; faça-o a cada 5 minutos, no máximo, bem como no início e no fim de um QSO. Estas regras são aceitas internacionalmente.
8.Se você achar que uma nova estação que chegou à freqüência não sabe quem você é, por bom procedimento operacional e por cortesia, dê-lhe seu indicativo de chamada e nome.
9.A estação, pela ordem, está para usar a freqüência, é a única estação que deve atender a esta que está para entrar na freqüência (a que chamou e se identificou). A razão para isso é que a próxima estação a ocupar a freqüência será a próxima a falar. Porque então não deixar para essa estação atender aquela que esta para entrar na QRG?
10. Mesmo que a estação que se identificou seja de seu melhor amigo, se não é a sua vez de falar, não entre na QRG, não o cumprimente, não lhe dirija a palavra. Espere a sua oportunidade de falar dentro da seqüência natural.
11. É sinal de prática operacional deficiente deixar a freqüência "a quem de direito" pois, normalmente gera certa confusão logo após.
12. É extremamente desagradável desenvolver uma conversação bilateral em uma rodada, com os demais a parte.
13. Nunca faça comentários ou observações durante a conversação de outros. É deselegante.
14. Nunca tente transmitir "sobre" outra estação. Primeiro porque é ilegal e, segundo, porque prejudica a todos, pois nenhuma das estações será compreendida.
15. Se você pensa que esta modulando juntamente com outra estação, desligue o PTT ou VOX e ouça para certificar-se.
16. Se uma estação é cedida a QRG para fazer uma chamada, e a estação chamada se faz presente, a conversação entre elas deve ser a mais breve possível ou ambas as estações devem mudar de QRG, a menos que os demais não façam restrições que a conversação se desenvolva naquela mesma QRG.
17. Use frases elegantes em sua conversação. Evite palavreado chulo, palavras e ou jargão de sentido duvidoso e impróprio das bandas de amador de forma que não venha ferir a suscetibilidade dos que estão escutando.
18. Lembre-se que sua transmissão está sendo ouvida por muitos radioescutas, inclusive não radioamadores com monitores e rastreadores de banda. Do que disser nas faixas dependerá o conceito que cada ouvinte fará do radioamadorismo brasileiro.
19. Não interrompa quem está falando, salvo se tiver algo muito importante a acrescentar. Interromper não é mais educado em rádio do que pessoalmente.
20. A palavra "break" é estritamente reservada para tráfego de emergência.
21. Não extravase sentimentos negativos pela faixa quando uma medida ou atitude dos órgãos diretivos não lhe agradar, ou quando uma falha administrativa causar dissabor . Procure diálogo com sinceridade.
22. Evite enfileirar-se com os que, por motivos inconfessáveis, procuram tudo para denegrir e aviltar.
23. Não opere em freqüências que não lhe são permitidas.
24. Os comunicados devem ser amistosos e compreensivos. A maneira de fazer as coisas é tão importante quanto as coisas que devem ser feitas.
25. Ajude aos menos experientes. Faça de uma forma elegante, desinteressada e pacientemente.
26. Mantenha-se permanentemente atualizado com a legislação radioamadorística. Tenha sempre presente os termos em que lhe foi conferido o privilegio de ser radioamador.27. Não utilize as faixas para propaganda de atividade comercial ou política. Abstenha-se também de atos que se caracterizam como mercantilizarão de radioamadorismo. Além de ser ilegal, sua conduta está sendo observada pelos companheiros.
28. Guarde sigilo quanto às comunicações eventualmente ouvidas em outras faixas, que não as de amador.
29. Evite fazer crítica a outros modos de transmissão pelo fato de não ser dedicada a esta ou aquela modalidade operacional.
30. Cada radioamador tem o direito de procurar alcançar os objetivos legalmente abrangidos pela sua licença. Contudo tem o dever de evitar os inconvenientes ou o desprazer que possa causar a outrem.
31. Se há um estreito segmento de faixa que é utilizado para comunicados internacionais, não é descabido solicitar que os bate-papos locais sejam efetuados fora desse segmento de DX.
32. Respeite os segmentos de bandas destinados às diversas práticas operacionais. Há espaço suficiente para a convivência harmoniosa e pacífica de todas as modalidades radioamadorísticas.
33. Nos bate-papos locais diários dê preferência para a utilização das bandas baixas (40 e 80 metros) ou, então, as bandas de VHF/UHF.
34. Normalmente os comunicados a longa distância tem preferência sobre os comunicados locais.
35. Se você tiver necessidade de um QSO mais demorado, será demonstração de camaradagem e consideração aos demais colegas procurar uma janela dos segmentos de DX.
36. QRM zero é coisa que não se pode pretender no radioamadorismo. Sempre haverá um ou outro QRM neste ou naquele QSO, devido ao congestionamento das faixas o que não é motivo para descarregar na QRG frases e/ou palavras ácidas. Se você sempre quer comunicado livre de interferências, o radioamadorismo, talvez, não seja a opção mais adequada.
37. O trote pela QRG, embora seja gozado para quem o pratica, por outro lado predispõem a outra parte a ficar desconfiada, insegura e sempre na expectativa de um novo trote. Isto poderá fazer com que, em situações emergenciais , ela não acredite naquilo que esteja ouvindo.
38. Se você perceber que um colega iniciou a contestação em CQ, espere o resultado da contestação. Conforme a atuação do colega que chamou o CQ, respondendo ou não à contestação, caberá então a você fazer sua chamada.
39. Se você tem uma estação "poderosa" deve ser o primeiro a colaborar para que todos "tenham sua vez". Será fácil para você aguardar o término do contato já estabelecido, torcer por ele e, depois, então caçar a figurinha. O companheiro do contato anterior vai ficar contente com o colega que teve a consideração de aguardar o término de seu QSO.
40. É extremamente desagradável ouvir que este ou aquele colega impediu ou dificultou o outro com QRM ou sinais de sua estação.
41. Evite criticar pela faixa, ou então comentar assunto de que não tem real conhecimento. A crítica pela faixa pode assumir graves proporções e causar males irreparáveis.
42. Na ânsia de faturar um QSO, evite atropelar indevidamente a QRG fazendo-se presente antes de concluído o contato anteriormente estabelecido.
43. Nos DX e "pile-up", respeite a ordem natural dos QSO. Evite atender a pedidos de "ouça um amigo". Em casos excepcionais essa prática poderá ser admitida apenas se a estação favorecida for QRP.44. Em CW use os sinais internacionalmente recomendados, principalmente no término de cada câmbio a fim de evitar que escutas impacientes possam prejudicar o QSO.
45. Quando uma estação faz um CQ dirigido acrescentando a zona geográfica com a qual pretende contatar (CQ Ásia, CQ Europa, etc.) somente se pode contesta-la quando se estiver na região ou país indicados por quem efetuou a chamada. Caso contrário só irá atrapalhar, pois ele precisa daquele local para seu esquema de operação.
46. Faça sempre saber que você evita contatar com estações que sejam violadoras habituais dos preceitos básicos de ética operacional.
47. Considera-se que um comunicado é válido quando as duas estações tenham trocado os indicativos e as reportagens de forma correta.
48. Respeite as freqüências das Expedições de DX. Evite entrar em sua QRG em total desacordo com as normas de boa operação e da éticas radioamadorística. Muito esforço foi previamente desenvolvido até conseguir chegar "ao ar". Os operadores trabalham em condições difíceis, tem que ser verdadeiros malabaristas para atender milhares de chamados do mundo inteiro. Os equipamentos muitas vezes ficam em cima de pedras ou mesmo o chão, os expedicionários se alimentam a base de conservas, passam noites mal dormidas, são perturbados por insetos e, tudo isso para proporcionar ao resto do mundo a oportunidade de faturar mais uma figurinha ou um novo país para o DXCC.
49. Seja breve, preciso e conciso nos contatos DX. Nos "pile-up", então, dê o indicativo, reportagem e... nada mais.
50. Em CW nunca transmita acima da velocidade com que foi contestado.
51. Não faça CQ intermináveis. Faça chamadas curtas. A maioria dos operadores de CW faz QSY ao ouvir CQ intermináveis.
52. Estabelecido o contato cite os indicativos uma ou no máximo duas vezes.
53. Repita somente palavras e dados "chave". Não transmita em QRZ (repetição de todas as palavras).
54. Em telegrafia respeite os espaços, não emende letras. O ritmo é mais importante que a velocidade. Lembre-se, nossas faixas destinam-se a amadores.
55. Não se preocupe em transmitir depressa. Use cadência moderada, porém, a mais perfeita possível. Um telegrafista é julgado também pela sua capacidade de receber e não apenas pela sua velocidade e cadência de transmitir.
56. A operação CW em alta velocidade pode e deve ser utilizada, desde que ambas as estações estejam em condições de faze-lo e se entendam perfeitamente.
57. Quando ouvir em CW um colega emitir as letras CL em final de QSO, não insista. Será falta de cortesia para com a outra estação que já declarou sua intenção de fazer QRT.
58. Jamais faça interrogatório quando contatar com um indicativo especial. A única pergunta cabível é "PSE MANAGER?", ou "QSL INFO?" para saber por intermédio de quem devemos mandar QSL.
59. Entretanto, em um "pile-up" isso deve ser evitado, pois a estação DX sempre passa os dados do respectivo MANAGER. Imagine como ficaria o rendimento da estação DX se a cada contato tiver que informar o QSL MANAGER.
60. Escute bastante antes de tentar "faturar" uma figurinha. Ao se defrontar com um "pile-up" evite oferecer o próprio indicativo sem antes saber de quem se trata e... depois perguntar "PSE UR CALL?".61. Se a estação DX opera em SPLIT e você não tem condições de fazê-lo, esqueça a figurinha, senão ficará perturbando os outros com sua chamada sem a mínima possibilidade de contato.
62. Não use o início de cada sub-faixa para contestes, contatos QRS ou bate-papo local, pois, são nessas QRG que se realizam as DXpedições ou operam as figurinhas cobiçadas.
63. Não entre em cima de colega que já iniciou a contestação a um CQ. Se vocêpercebeu que um colega já iniciou a contestação a um CQ, espere o resultado. Conforme a atuação da estação que fez o CQ, caberá então a oportunidade de sua chamada.
64. Antes de acessar uma repetidora, primeiro escute para familiarizar-se com as características de seu funcionamento. Para iniciar um contato comunique que você está na freqüência informando seu indicativo de chamada.
65. Não é bom procedimento "disparar" uma repetidora (transmitir uma portadora não modulada) sem identificar-se, posto que irá acionar desnecessariamente a mesma.
66. Faça uma pausa entre as transmissões. Isto permite que outros radioamadores também comuniquem a presença na freqüência.
67. Mantenha transmissões curtas e meditadas. O monólogo pode impedir que alguém com uma emergência utilize a repetidora. Se o monólogo for suficientemente longo, pode consumir o tempo do temporizador.
68. Utilize comunicados simplex, sempre que possível. Se puder terminar um QSO em uma freqüência direta, não há necessidade de manter a repetidora ocupada e impedir que outros a utilizem.
69. Utilize a mínima potência para manter a comunicação. Além de não forçar o
equipamento, minimiza a possibilidade de acionar outra repetidora mais distante que porventura utilize a mesma freqüência.
70. Muitas repetidoras estão equipadas com "auto-patch" (conexão com a rede telefônica) que, certamente utilizado proporciona muitas facilidades. Entretanto, os abusos do privilégio do "auto-patch" podem levar à sua perda.
71. Embora instaladas no alto de torres, edifícios e montanhas, as repetidoras não caem do céu. O equipamento, as antenas, cabos coaxiais, alimentação, etc., são montados e mantidos com consideráveis gastos. Geralmente um grupo, ou, excepcionalmente, uma pessoa são os responsáveis pela instalação e manutenção. Se você deseja utilizar uma repetidora de sua região, entre em contato com a pessoa responsável ou grupo que a mantém. Sem apoio financeiro, além de não haver expansão as repetidoras existentes perderão ser desativadas.
72. Os princípios éticos são a base de um radioamadorismo sadio, fraterno e construtivo e visam proporcionar a harmonia e o entusiasmo humano.
73. Lembre-se que o radioamadorismo é um continuo processo de aprendizado. Nós aprendemos através de instruções e exemplos.
74. Todos temos o dever de evitar que as autoridades de comunicações nos venham a ensinar o que já deveríamos ter aprendido na convivência com pessoas educadas.
75. Os radioamadores devem conduzir-se nas faixas com integral respeito às normas legais, sobretudo as que regulam o Serviço de Radioamador.
76. Nossas obrigações perante aos demais colegas radioamadores não se limitam apenas a dispositivos regulamentares. Mais importante é o uso do bom senso e de cortesia recíproca, ao compartilharmos as freqüências que nos são destinadas.

fonte: http://www.reisinfor.com.br/ebook514/Varios/Montando%20uma%20Radio%20Amadora/Etica%20Operacional%20no%20Radioamadorismo.pdf


Edivaldo  PY4BO   - Radioamador de Teófilo Otoni - Minas Gerais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Benvindo, deixe seu comentário:

Recebi este Diploma em 24/09/2013 conforme abaixo: Olá caro amigo Edivaldo PY4BO! É com grande satisfação que enviamos a você um Diploma da AmBrasil, parabenizando pela presença na conferência. Forte 73 Administradores da AmBrasil
Clique aqui e conheça a Conferencia Ambrasil
AEROPORTO MINIATURIZADO - INCRÍVEL! Edivaldo Silva PY4BO
Local do lançamento: IPMet - Campus da UNESP - Bauru - SP (Google Maps) Latitude: -22.3579° Longitude: -49.0277° Altitude: 620m - Grid Locator: GG57LP CRAM TV 17 - Projeto Ícaro ZW2WEB Publicado em 30/04/2012 por PY2JF Cobertura completa do lançamento do balão metereológico do Ipmet que levou o Projeto Ícaro ZW2WEB. Entrevistas exclusivas com os radioamadores PU2MWD - Edson, PY2UEP - Demilson e PY2GN - William. Depois do lançamento em Bauru, viajamos mais de 100Km para documentar o trabalho dos escoteiros no "Controle da Missão" em Pardinho - SP.
CARTÃO QSL PY4BO
Formulário de requerimento: Serviço 400 - RádioAmador Clique aqui
Formulário de requerimento: Serviço 302 - Rádio Cidadão Clique aqui
Para Maiores Informaçoes, entre em contato com endereço abaixo, da LABRE -MG
Site: http://www.labremg.xpg.com.br Blog: http://labremg.blogspot.com e-mail:labremg2010@gmail.com Avenida Raja Gabaglia, 2121 - Fone (31) 3309-1721- CEP. 30.350-540 - B. SANTA LÚCIA -BELO HORIZONTE – MG
Sugestoes ou criticas: Fale Conosco

Nome:

E-Mail:

Assunto:

Mensagem: